Série Partiu Mundo, Viagens

#PartiuMundo: Lapônia – Inauguramos nossa série de viagens conhecendo a cidade do Papai Noel

Da Aldeia do Papai Noel ao encantamento da Aurora Boreal: o contraste entre o frio intenso da natureza com corações quentinhos de pura magia.

Vamos começar agora uma série de viagens onde a Partiu Ser Nômade irá desbravar e desvendar lugares incríveis que você poderá conhecer digitalmente ou planejar o seu próximo destino. E nada mais simbólico que iniciarmos esta jornada em dezembro com as bênçãos do Papai Noel na Lapônia Finlandesa.

O Espírito Natalino

No final de novembro a sociedade começa um movimento frenético para a preparação do Natal. O comércio já se prepara, os fornecedores aumentam suas demandas, as empresas já fazem cálculos de fechamento de ano, as pessoas iniciam suas listas de presentes e desejos, os mais organizados começam a planejar o novo ano que logo iniciará e as famílias se organizam para a grande noite.

São tantas forças empenhadas em uma única noite que o universo parece criar um movimento cíclico, que até os mais céticos são empurrados pela energia e o movimento natalino. Uns chamam isso de espírito natalino, os mais religiosos renovam sua fé, e as pessoas de forma geral se inspiram.

E inundados por este espírito e magia, a Partiu Ser Nômade resolveu buscar a estrela mágica do Natal na casa do bom velhinho, em Rovaniemi, a capital da Lapônia Finlandesa.

Desbravando o Mapa

A Lapônia é uma região localizada ao norte da Europa e abrange parte dos países Noruega, Suécia, Finlândia e o extremo norte da Rússia Europeia. Cada um desses países tem a sua Lapônia e a maior parte da extensão de terra encontra-se no círculo polar ártico.

A Lapônia Finlandesa é o nosso destino. Ela é pouco povoada, tem cerca de 179 mil habitantes com uma área de cerca de 100 mil quilômetros quadrados e é conhecida por sua natureza selvagem subártica, pelos seus fenômenos naturais como o sol da meia-noite e a aurora boreal. Sua capital é a cidade de Rovaniemi.

Arquivo Pessoal

O morador mais famoso

Além dos incríveis fenômenos naturais, Rovaniemi é uma cidade que é pura magia e encantamento 365 dias do ano. Isso porque lá é Natal o ano inteiro já que lá mora um velhinho muito famoso: o Papai Noel. E ele pode ser visitado todos os dias do ano na Aldeia do Papai Noel. Esta é uma atração que atrai mais de 500.000 visitantes anuais de todo o mundo, segundo o órgão de turismo local, Visit Rovaniemi.

A história da Aldeia remonta a quase completa destruição da cidade na Segunda Guerra Mundial. Em 1950, a esposa do então presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, visitou a cidade para testemunhar o processo de reconstrução e também visitar o Círculo Polar Ártico. Então, os oficiais fizeram uma força tarefa para construir uma cabana a oito quilômetros ao norte da cidade. A cabana marcou o nascimento da Aldeia do Papai Noel e ainda está de pé ao lado da Estação de Correios Principal do Papai Noel. Em 2010, a cidade recebeu o status de Cidade Natal Oficial do Papai Noel.

Arquivo Pessoal

Uma pequena Aldeia com magia infinita

A Aldeia contempla diversas lojas, restaurantes e cafés. Também é possível encontrar acomodações. Além disso, traz atrações como passeios com os cães da raça Husky e com renas, além dos famosos snowmobile tours.

Parada obrigatória na Aldeia é no Correio do Papai Noel. Lá os alegres Elfos dos correios atendem os clientes o ano inteiro. Trata-se de uma agência de correio, operada pelo serviço de postagem nacional da Finlândia, onde cada carta enviada de lá recebe um carimbo postal exclusivo e especial do Círculo Polar Ártico.

Arquivo Pessoal

Uma viagem que encanta adultos e crianças

Renata Cabral foi com o marido Yvan e os dois filhos Francisco, 11 anos, e Rafaela, 10, em janeiro de 2019 para a Lapônia em busca da aurora boreal. Na época, as crianças estavam com 9 e 8 anos e ela considera que foi uma verdadeira aventura. Segundo Renata, a família nunca tinha viajado para um lugar com temperaturas tão baixas e as crianças não estavam acostumadas com tantas camadas de roupas. “Pegamos -34°C num passeio de trenó com os Huskies”.

Arquivo Pessoal

Ela conta que eles tinham a intenção de conhecer os países Nórdicos, então eles foram para Paris e de lá seguiram para Suíça, Dinamarca, Noruega, Suécia e, só então, foram para a Finlândia. Primeiro foram para Helsinque (capital da Finlândia) e dois dias depois seguiram para Rovaniemi (aproximadamente 1h20 de vôo).

Renata e a família ficaram em Rovaniemi por 3 noites e considera o tempo suficiente para conhecer. Dentre as atrações eles puderam andar de snowmobile, fizeram passeio de renas pela floresta gelada à noite e foram à famosa Aldeia do Papai Noel. “Conhecemos o bom velhinho, escrevemos cartões que recebemos aqui no Brasil”.

Arquivo Pessoal

O encantamento das Renas: de atração à gastronomia

Além dos passeios de trenós puxados pelos Huskies, que Renata conta ter empolgado as crianças, eles fizeram vários passeios e expedições em busca da aurora boreal. Um dos passeios foi para uma cabana no meio da floresta à noite. Lá eles comeram linguiça e as crianças alimentaram as renas. “Esse passeio me deu um pouco de medo. Pois éramos só nós quatro, duas renas e um guia em silêncio. Saímos do ponto de encontro e quanto mais as renas entravam no meio da floresta, mais eu me perguntava o que eu estava fazendo ali. E se viesse um bicho? As crianças em silêncio, eu ficava perguntando se estava tudo bem (tinha medo que congelassem), não havia vivalma além de nós, só a escuridão total e o céu estrelado”.

Renata conta que eles tomam bastante sopa, mas também consomem carne de rena. “Fomos ao restaurante todo de gelo, onde jantamos e tinha várias esculturas incríveis e onde comemos a carne de rena pela primeira vez. Ficamos com um pouco com dó, mas é um costume muito comum por lá”. Segundo ela, as crianças ficaram um pouco impressionadas por ser comum o consumo de carne de rena.

Arquivo Pessoal

Pura diversão

Além de brincarem de pular a famosa linha do ártico, as crianças desceram de trenó nas rampas de gelo. A família também experimentou ficar hospedado em um iglu de vidro e madeira em Saariselka (resort de esportes de inverno), a 260 km de Rovaniemi. “As paisagens do caminho eram completamente brancas, quanto mais andávamos, mais no meio do nada ficávamos”, lembra Renata.

Ela conta também que outra atração que conquistou as crianças foi tomar banho de banheira ao ar livre no Glass Resort, quando a temperatura estava -27°C. Aquecíamos bastante o corpo na sauna (a 90°C) e saíamos direto para a banheira. Quando saíamos de lá, voltávamos para a sauna. As crianças não tiveram um resfriado!”.

Arquivo Pessoal

A busca incansável pela Aurora Boreal

Em busca da Aurora Boreal, Renata, Yvan e as duas crianças precisaram fazer as expedições. Ela conta que foram 3 no total, e eles faziam em minivans com 3 ou 4 pessoas sempre. “As expedições eram um tanto cansativas para as crianças”. Ela conta que na primeira eles andaram cerca de 4 horas nas estradas escuras e cheias de neve. “Na segunda expedição, vimos a sombra de uma aurora, muito tímida, mas valeu a experiência. A guia era muito bacana, fizemos uma mesa e cadeira na neve, fogueira, tomamos sopa, comemos do pão feito por ela, tomamos chá”. Mas sem dúvida o que ficou marcado na Renata e sua família foi a terceira expedição. “vimos a aurora dançando na imensidão”. Esta expedição foi a mais cansativa, segundo ela. Era uma expedição própria para fotógrafos, então tinha que descer do carro e andar bastante e rápido na neve muito alta e fofa para acompanhar. “As crianças cansaram. Mas ao ver a aurora, ficaram encantados! Valeu demais a experiência!”

Ao perguntar qual o momento que mais a marcou, ela responde sem hesitar “Sem dúvida termos visto a aurora esplendorosa”. Segundo ela, também foi o que inspirou vários desenhos das crianças depois. “A Lapônia é surreal”, finaliza.

Arquivo Pessoal

Próximo destino?

Impossível ler sobre a Lapônia e ouvir o relato da Renata e não ter uma vontade enorme de vivenciar tudo isso. Então, visite a página do órgão oficial de turismo de Rovaniemi (link abaixo) e encontre várias informações sobre a cidade, acessos, acomodações, restaurantes e muito mais.

https://www.visitrovaniemi.fi/

Seja Nômade com a gente

Ser Nômade é ser livre, é ser você mesmo em qualquer lugar. E se você se inspirou com a nossa primeira viagem, se encantou com o depoimento da Renata, conte para a gente em nossas redes sociais. Vamos adorar conhecer a sua experiência e compartilhar em nossas redes. Mande também direct com sugestões de lugares que vocês gostariam de conhecer conosco. Venha fazer parte da nossa família #familiapartiusernomade.

@partiusernomade

Arquivo Pessoal

Malas prontas?

Malas prontas para Lapônia? Mas não sem antes conhecer nossos produtos que vão te ajudar a organizar sua mala. Veja que linda a nossa Coleção Partiu Mundo® (clique na imagem para abrir):

Conheça a Coleção Partiu Mundo®

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.