Lugares, Série Partiu Mundo, Viagens

#PartiuMundo: Feliz Ano Novo Chinês

Partiu Ser Nômade encara uma viagem para o oriente para contar para vocês como os chineses comemoram a chegada no novo ano

Apesar de já ter passado 1 mês que comemoramos a virada do ano, para nós que seguimos o calendário gregoriano, na China as comemorações começam na próxima sexta-feira, dia 12 de fevereiro.

Sim: as comemorações! Lá as comemorações se estendem por 15 dias após a data da virada.

A Partiu Ser Nômade resolveu desvendar as tradições desta festa cheia de simbolismo e significado.

Quando é comemorado?

O Ano Novo Chinês é comemorado conforme o calendário Lunissolar. Desta forma, ele é organizado de acordo com as fases da Lua e a posição do Sol. Com isso, a festa não tem uma data fixa, como a que estamos acostumados com o calendário gregoriano.

A comemoração do Ano Novo se inicia no primeiro dia em que a Lua está na fase Nova do novo calendário Lunar. Este ano, o início do ano será dia 12 de fevereiro.

A festa em que marca o início do Ano Novo Lunar no calendário é chamada de Festival da Primavera. Ela é considerada a mais importante do calendário e tem duração de 15 dias e se encerra com o famoso Festival das Lanternas.

Uma comemoração cheia de tradições

Os dias que antecedem a passagem de ano são de preparação. Um dos costumes dos chineses é de limpar seus lares para, segundo eles, afastar os maus espíritos. No 23o dia do último mês lunar, os chineses oferecem comida ao Deus da Cozinha. Este é o Deus da prosperidade.

Além disso, eles colam nas portas e janelas papéis vermelhos com escritos dourados: Tao Fu. Eles acreditam que isto atrai bons fluídos e protegem os moradores.

Diferente da nossa tradição de vestir branco, os chineses tem como cores oficiais da data o vermelho e o dourado. As cores são responsáveis por trazer boa sorte aos que usam. As roupas precisam ser preferencialmente novas.

Assim como as comemorações ocidentais, os chineses reúnem, também, a família e fazem uma mesa farta na véspera da virada. Enquanto nós temos como tradição comer lentilhas, consumir proteínas de origem animal de bichos que andam somente para frente e nunca bichos que ciscam; lá, ao marcar a meia noite, os chineses se alimentam do famoso guioza.

Além disso, os mais velhos presenteiam os mais novos com dinheiro. Este deve estar envolto em um envelope vermelho e não pode ser aberto na sequencia, em frente ao doador.

Os chineses são adeptos também da queima de fogos e fazem brincadeiras e jogos. A festa só termina ao amanhecer.

O primeiro dia do ano para os chineses é dedicado a visitar parentes e amigos e as comemorações só terminam no 15o dia do mês com o famoso Festival das Lanternas.

Um céu enfeitado por lanternas

O Festival finaliza oficialmente o período de comemoração do Ano Novo Chinês. Este ano, o Festival das Lanternas será no dia 27 de fevereiro. Mas a comemoração é cheia de significado. A começar por ser a primeira noite de Lua Cheia do Calendário e que simboliza o reencontro da família.

O Festival foi criado cerca de 2 mil anos atrás pelo Imperador Han Migdi e defensor do Budismo. Contam que, um dia, conversando com alguns monges, o imperador descobriu que eles iluminavam o templo com lanterna em respeito ao Buda Além disso, sempre acendiam no 15o dia do primeiro mês Lunar. Ele, então, ordenou que todos acendessem lanternas em suas casas neste mesmo dia. O tempo somente reafirmou a tradição e a tornou um incrível festival.

Entre as iguarias consumidas durante o festival o bolinho de arroz doce, conhecido como Tangyauan é tradição. O bolinho representa a união da família.

Simultaneamente ao festival, várias festividades regionais são realizadas. Dentre elas a Dança do Leão e o Dragão.

A Dança do Leão e o Dragão

Os chineses preparam fantoches gigantes e a dança é animada e ao ritmo do tambor. Os movimento realizados pelos dançarinos reproduzem o movimento do animal mitológico e tem o objetivo demonstrar o poder e a dignidade. Significado que o Dragão carrega pelos chineses.

Por sua vez, a Dança do Leão representa o entretenimento da dança nortista,  e é mais acrobática, e representa o significado simbólico de afastar o mal e trazer sorte e felicidade ao povo, segundo a dança sulista. O Leão nortista é representado por cores fortes como vermelho e laranja. Já o sulista tem mais cores e possui um chifre único em sua cabeça e um espelho na testa.

O Ano do Boi

 O Ano Novo Chinês também é representado por um animal. Cada animal tem um significado.

O ano de 2021 é o ano do boi, o segundo animal do zodíaco chinês. São ao todo 12 signos do horóscopo chinês e existe um rodízio entre os animais com um ciclo de duração de 12 anos. Após isso, o ciclo se repete.

Este ano, segundo a astrologia chinesa, espera-se um ano de trabalho e superação. O sucesso será resultado de disciplina e dedicação.

Partiu comemorar o Ano Novo Chinês?

No site da Embaixada da China no Brasil é possível obter mais informações sobre como solicitar um visto para entrar no país

http://br.china-embassy.org/por/

Conhece a nossa coleção Partiu Mundo? Não deixe de verificar nossos itens que deixarão sua viagem organizada e cheia de estilo.

https://www.partiusernomade.com.br/colecao-partiu-mundo/

E a nossa queridinha Travel Wallet está em promoção! Não perca esta oportunidade:

https://www.partiusernomade.com.br/product/travel-wallet-partiu-ser-nomade/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.