Dropshipping Internacional: Não comece. Não vale a pena

Escrito por: Anderson Azevedo

A ideia do Dropshipping Internacional é maravilhosa. Não ter estoque físico, vender e escalar até a lua. Ledo engano e vou te explicar o por que você não deve nem iniciar.

Disclaimer inicial: A experiência que escrevo aqui é com base na minha vida, na minha história.

O início de tudo

Antes de mais nada, deixe-me me apresentar.

Me chamo Anderson Azevedo e iniciei a minha jornada no Marketing Digital em 2019. Falo um pouco mais sobre isso aqui.

Em 10 de Junho de 2020 eu fiz a minha primeira venda online.

primeira venda online fazendo dropshipping internacional

Criei um e-commerce Cross Border. Ele se chamava Partiu Ser Nômade.

Sim, o nome deste blog que está te transmitindo essa informação neste momento.

Quem me conhece sabe o quanto sempre odiei esse termo “Dropshipping”.

dropshipping história de sucesso
Meu case foi parar em um blog internacional no ano passado

Aqui no Brasil ele é vendido de maneira errada, de dinheiro fácil.

Não é bem assim. Não para quem quer construir um negócio de longo prazo. Coisa que sempre quis desde o dia zero com a Partiu.

E você vai ver isto ao longo desse artigo.

Mas vou logo te jogar a real: Não existe negócio de longo prazo com o Dropshipping Internacional.

Direto ao ponto

Contras

Impostos:

O Governo brasileiro não sabe lidar (ainda, pois isso vem mudando – thanks god) com a inovação. E muitos (deputados, governadores, etc…) não estão dispostos nem a te ouvir. Eu tentei ir atrás de pessoas para legalizar o Dropshipping Internacional em 2021.

Não deram ouvidos. Provavelmente eu era apenas um aventureiro de internet, rs.

Hoje, em 2024 ainda temos problemas logísticos.

Os grandes varejistas (SHEIN, ALIEXPRESS, e por aí vai) não. Eles são obrigados a entrar no Programa Remessa Conforme.

Para o pequeno isso (ainda) está longe de resolver.

Jornada do cliente

Você constrói um e-commerce maravilhoso. Produtos excelentes, ticket médio alto, uma jornada e branding realmente incríveis.

Você vendeu. Daí meu amigo…

Teu cliente fica esperando de 15 a 30 dias o produto chegar. Sim, já cheguei a entregar em 9 dias para São Paulo. Mas é raro, muito raro isso acontecer.

Em um mês, a tua jornada de compra foi destruída pela demora.

Taxas alfandegárias

Chegou aquele pacotinho lindo na esteira da Aduana.

O ser humano que monitora se passa ou não deve pensar:

– Esse aqui vai pagar. Bom, está pesado, então deve valer uns $250.00 (sim, dólares).

Tome uma DARF de mais ou menos R$ 200,00 para você pagar.

Por ética eu sempre paguei. Nunca deixei o cliente pagar essa taxa. O negócio deve se responsabilizar. Sempre.

E o lucro daquela venda se foi. Yep, gone!

Acredito que este seja os principais motivos negativos que passei. Eu vivi uma ilusão. E foi muito, mas muito doloroso me desapegar, pois eu realmente havia construído algo bem bacana pro mercado.

Prós

Aprendizados

Como em tudo na vida, nós devemos levar como aprendizado.

Eu não troco essa experiência que tive por diploma nenhum. Sim, nenhum. Nem de Stanford, Harvard, Duke, whatever…

Eu aprendi sobre o que é ser empreendedor de verdade. Senti na pele.

Aprendi também a:

  • Ter resiliência;
  • Paciência;
  • Noites e noites mal dormidas;

Enfim. Absolutamente tudo valeu a pena. Pelo aprendizado.

notificação de venda no apple watch
Sentir meu pulso vibrar com essa notificação a todo momento era fascinante

Mas se tem uma coisa que aprendi de verdade foi a arte de vender.

A ideia é genial: Não ter estoque físico

Isso é maravilhoso. Teu funcionário é apenas o seu cliente. Mais ninguém

Anderson, então E-commerce é ruim?

De forma alguma.

O “Dropshipping” internacional é horrível para o longo prazo, mas…

O nacional funciona. E muito bem.

Focar em marca, branding, vender com influenciadores, SEO, tráfego pago e tudo mais.

O que você precisará focar é na retenção de clientes. O famoso LTV (lifetime value.

Vender uma vez é legal, mas o cliente vira cliente de verdade quando compra 2 ou mais.

Assim, como a querida Mônica Alves. Ela era uma das nossas fãs da Partiu. Aquela defensora de marca que todo business owner almeja ter.

vender mais de uma vez

E, por isto também, eu não gosto de Marketplaces.

Você está em terreno alheio e brigando por preço o tempo todo.

Mas conheço empreendedores de sucesso por lá também e vejo que isso está muito ligado a preferencias e jornadas pessoais de cada um ao longo da vida.

Essa foi a minha experiência pessoal com o “Dropshipping” Internacional. Procurei ser o mais transparente e honesto possível sobre o tema.

Perguntas Frequentes sobre Dropshipping Internacional

Dropshipping internacional é legal?

Sim, o dropshipping internacional é legal, desde que você cumpra as leis e regulamentações comerciais dos países envolvidos.

Mas… você já sabe o que vai enfrentar. Sempre tenha um amigo advogado e um contador.

Como fazer dropshipping nos EUA morando no Brasil?

Você pode criar um e-commerce e anunciar para lá através de Facebook Ads, Pinterest, Tiktok, porém, o CPA (Custo por aquisição) tem sido cada vez maior e você vai precisar de um capital maior, em virtude do investimento ser em dólar.

Amazon FBA é uma excelente opção também. Deixo aqui o link oficial deles sobre o assunto:

Amazon FBA Brasil: https://venda.amazon.com.br/cresca/fba

Central de treinamento de vendas globais da Amazon: https://venda.amazon.com.br/cresca/venda-global/central-de-treinamento

Dropshipping AliExpress:

O AliExpress é uma plataforma popular para dropshipping devido à sua ampla variedade de produtos e preços competitivos. No entanto, é crucial pesquisar e escolher fornecedores confiáveis para garantir a qualidade dos produtos e a satisfação do cliente.

Mas, não recomendo também. Imagina um produto chegando para o seu cliente com a logomarca do Aliexpress? rs…

Lembrou de alguém? Encaminhe para ele:

Você também pode gostar desse conteúdo:

Disclaimer: Este conteúdo pode conter links patrocinados. Qualquer compra efetuada em sites externos, nós ganhamos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso.